Forum de Pagamentos Instantâneos do BACEN anuncia que PIX permitirá saque em lojas

Compartilhe!

O BACEN realizou nesta semana o Fórum Pagamentos Instantâneos. Durante a reunião foi tratado sobre a evolução e o desenvolvimento do projeto do PIX, SPI e conta PI . Durante a reunião foram apresentados os impactos que o projeto vai causar na forma que o brasileiro utiliza os meios de pagamentos. Abaixo, transcrevemos parte da reunião e disponibilizamos trechos dos discursos de Roberto Campos, Presidente do Banco Central do Brasil.

pagamentos instantâneos BACEN

Fórum Pagamentos Instantâneos do BACEN – Novidades sobre o PIX

Roberto Campos Neto, presidente do BACEN, disse em discurso durante a plenária, se referindo ao PIX e ao Sistema de Pagamento Instantâneo que está sendo utilizado por diversas instituições do Brasil:

“Dou início a essa reunião parabenizando as 980 instituições que abraçaram o desafio de oferecer o Pix à população brasileira em novembro deste ano. “

“Nós entendemos, já de algum tempo, que a sociedade demanda instrumentos de pagamentos que tenha as seguintes características: que sejam baratos, seguros, rápidos, transparentes e que sejam estruturas abertas. Então, o que nós temos é, de um lado o PIX, que entra em Novembro, temos o open banking, que segue em pararelo, com as diversas fases que foram anunciadas. Pensamos em uma simplificação, uma evolução do sistema cambial, e onde nós vemos se encontrando lá na frente, é um sistema interoperável, aberto, instântaneo, e a gente entende que em algum momento, seja mais e mais digital at´e o ponto onde nós entendemos que conseguiríamos então internacionalizar e digitalizar nosso mercado.”

“No contexto do PIX, permitirá que os serviços de pagamentos e transferências estejam amplamente disponíveis aos brasileiros, atendendo as suas mais variadas especifidades, de forma segura, estantânea e prática, a qualquer hora ou dia. Destaco ainda que haverá gratuidade para pessoas físicas, de forma a possibilitar igualdade de condições a outros meios de pagamentos. Confio que as instituições participantes desenvolverão modelos de negócio e estratégias interessantes e economicamente atrativas, ofertando o Pix às empresas de modo a refletir o baixo custo e agregar serviços que gerem valor para os clientes.”

Por fim, deixo para vocês uma mensagem muito importante: o projeto não se encerra em novembro! Temos uma agenda evolutiva preparada para o Pix, e diversos novos produtos e funcionalidades serão lançados nos próximos anos, acompanhando a evolução tecnológica e atendendo às necessidades da indústria e dos cidadãos.

Anuncio hoje para vocês, em primeira mão, que o PIX permitirá o serviço de saque por meio da rede varejista. As regras e os primeiros detalhamentos desse produto serão apresentados na próxima reunião do Fórum de Pagamentos Instantâneos, em agosto.

O que posso adiantar é que essa facilidade visa a trazer mais eficiência, por meio da reutilização do dinheiro no varejo e do aproveitamento dessa rede, e fomentar a competição, ampliando as opções e a capilaridade das instituições para ofertarem o saque. Além disso, tem potencial de reduzir ainda mais o custo logístico e operacional com a distribuição de numerário. Além de agregar conveniência aos consumidores, pode gerar negócios adicionais aos varejistas, e permite aos participantes do Pix novas possibilidades.

Para encerrar, reforço que todos nós – BC, participantes do Pix, provedores de soluções de tecnologia da informação e imprensa – temos a importante missão de levar o Pix ao conhecimento de todos! Cidadãos, empresas, varejistas, pequenos e grandes negócios, todos devem entender o que é este novo meio de pagamento e suas características, para escolher de forma consciente, em cada situação, o instrumento que lhe for mais conveniente.

Roberto Campos Neto, presidente do BACEN

Veja abaixo um compilado preparado pela equipe do BACEN, do que aconteceu durante a plenária do Fórum de Pagamento Instantâneos.

Fonte: Bacen

Para Assessoria Jurídica BACEN, Análise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence e Compliance AML PLDFT para Fintech, contate nossos Advogados

Para mais informações ou se tiver dúvidas sobre Aspectos Regulatórios e Compliance para Fintech: Assessoria Jurídica BACEN e COAFAnálise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence GAFI/FATF e Compliance PLDFT (Prevenção a Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao terrorismo – AML – AntiMoney Laundering), entre em contato pelo e-mail contato@blconsultoriadigital.com.br  ou fale com um Advogado online agora.

BL Consultoria e Advocacia Digital

Escritório jurídico voltado para o mundo conectado que busca auxiliar empresas e startups a desenvolverem seus projetos (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) de forma ética e eficiente com atuação especializada em Direito Digital e Análise Regulatória para novas tecnologias. Estamos localizado em dois endereços: em São Paulo-SP, na Av. Paulista, 575 – conjunto 1903 – Bela Vista, CEP 01311-911 e em Campinas-SP, na Rua Antônio Lapa, 280 – 6o andar, Cambuí. Para mais informações ou consultoria jurídica com nossos advogados, agende uma reunião pelo link ou ligue  +55 11 3090 5979.


Compartilhe!