PIX, novo sistema de pagamentos do Banco Central, começa a funcionar nesta segunda-feira

pix

O PIX, como é chamado o novo sistema de pagamentos instantâneos do BC, começa a funcionar nesta segunda-feira (16), com mais de 30 milhões de pessoas cadastradas e mais de 71 milhões de chaves PIX registradas. A tecnologia desenvolvida nacionalemente pela equipe do BC já está disponível para clientes de 734 bancos, corretoras e instituições financeiras que operam no Brasil.

Muito presente na Ásia, essa novidade nas transações financeiras permite transferir dinheiro ou pagar por um serviço ou produto usando apenas o celular. Basta, para isso, abrir o aplicativo do banco, escrever a chave do destinatário, que pode ser o email, CPF ou telefone, ou captar com a câmero do Smartphone o código QR code e fazer a transação. Isso já é possível para quem tem smartphone com pagamento por aproximação, utilizando tecnologia sem contato NFC, mas as taxas do cartão não são convidativas, assim como as tarifas de TED ou DOC. Do lado do comerciante, o custo das maquininhas é elevado. O pagamento via PIX não é cobrado, leva apenas alguns segundos para ser concretizado e confirmado e funciona mesmo fora do horário comercial, fins de semana e feriados.

O presidente do BC, Roberto Campos Neto, explicou a parlamentares que a ideia é oferecer a população uma forma barata e segura de fazer negócios e de entrar para o sistema bancário através do sistema bancário, por meio de instituições tradicionais ou de novas empresas do mercado.

“Nós deveríamos ter uma meta de digitalizar mais o sistema financeiro. Esse é um programa que nós temos. Vamos lançar agora em Novembro o PIX, que é o pagamento instantâneo digital, que vai funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana. Queremos fazer também o open banking, para digitalizar cada vez mais o processo, fomentando as Fintechs e as empresas. Queremos também digitalizar o processo de concessão de crédito. Hoje tem uma burocracia, que é pouco eficiente e leva muito tempo”.

ofertar o pix

Ao contrário de muitos temores e notícias falsas que circularam na internet, o maior problema que pode acontecer com a chave PIX é cair dinheiro na conta. Não é possível sacar dinheiro via PIX.

Fonte: Radio Senado.

Para Assessoria Jurídica BACEN, Análise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence e Compliance AML PLDFT para Fintech, contate nossos Advogados

Para mais informações ou se tiver dúvidas sobre Aspectos Regulatórios e Compliance para Fintechs: Assessoria Jurídica BACEN e COAFAnálise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence GAFI/FATF e Compliance PLDFT (Prevenção a Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao terrorismo – AML – AntiMoney Laundering), entre em contato pelo e-mail contato@blconsultoriadigital.com.br  ou fale com um Advogado online agora.

BL Consultoria e Advocacia Digital

Escritório jurídico voltado para o mundo conectado que busca auxiliar empresas e startups a desenvolverem seus projetos (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) de forma ética e eficiente com atuação especializada em Direito Digital e Análise Regulatória para novas tecnologias. Estamos localizado em dois endereços: em São Paulo-SP, na Av. Paulista, 575 – conjunto 1903 – Bela Vista, CEP 01311-911 e em Campinas-SP, na Rua Antônio Lapa, 280 – 6o andar, Cambuí. Para mais informações ou consultoria jurídica com nossos advogados, agende uma reunião pelo link ou ligue  +55 11 3090 5979.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Time BL Consultoria
Time BL Consultoria
Time BL Consultoria Digital - Direito Digital e Análise Regulatória
Time BL Consultoria
Time BL Consultoria
Time BL Consultoria Digital - Direito Digital e Análise Regulatória

Posts Relacionados