Fintech Whatsapp: Aplicativo começa a permitir pagamentos no Brasil

Compartilhe!

O WhatsApp vai permitir o envio e recebimento de dinheiro através do seu aplicativo e escolheu o Brasil para ser o primeiro país a receber essa novidade. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, dia 15 de Junho, a novidade, que chegará no país em algumas semanas. Para que o serviço do Whatsapp seja habilitado, será preciso cadastrar cartão com função de pagamento em débito para fazer transferências e não haverá custos para usuários.

Negócios cadastrados com conta WhatsApp Business poderão receber pagamentos por venda de produtos e serviços, mas pagarão taxa extra. Com essa medida, o Facebook, empresa proprietária do Whatsapp, se arrisca como Fintech e começará a expandir seu negócio de pagamentos por vários países.

fintech whatsapp pagamentos
Fintech: Whatsapp começa a permitir pagamentos no Brasil

Os pagamentos acontecerão dentro de uma função chamada Facebook Pay, conforme divulgou o Whatapp. Em nota, afirmou que o recurso tem esse nome para que, no futuro, os mesmos dados de cartão possam ser utilizados em toda a família de aplicativos da empresa — sinalizando que o Facebook, dono também do Instagram, planeja expandir funções de pagamento para outros apps.

O WhatsApp não é o primeiro a expandir um aplicativo de mensagens em sistema de transferências eletrônicas. Na China, o WeChat foi responsável por uma revolução na maneira de pagar no país e atualmente é também rede social e uma plataforma de vendas. Atualmente, o número de transações via app para pagamentos ultrapassa o uso de cartões de crédito na China.

As transações só poderão ser feitas em real e dentro do Brasil. Há um limite de R$ 1 mil por transação e R$ 5 mil por mês. Será possível fazer até 20 transações por dia. Para as contas comerciais, usando o WhatsApp Business, será preciso ter uma conta Cielo para solicitar e receber pagamentos ilimitados, tanto de crédito quanto de débito, oferecer reembolsos e ter suporte técnico. Os comerciantes, diferentemente dos usuários, pagam uma taxa fixa de 3,99% por transação.

Matt Idema, diretor de operações do WhatsApp, disse através de nota:

“Pequenas empresas são fundamentais para o país. A capacidade de realizar vendas com facilidade no WhatsApp ajudará os empresários a se adaptarem à economia digital, além de apoiar o crescimento e a recuperação financeira”.

Fonte: Estadão, Globo, Folha.

Para Assessoria Jurídica BACEN, Análise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence e Compliance AML PLDFT para Fintech, contate nossos Advogados

Para mais informações ou se tiver dúvidas sobre Aspectos Regulatórios e Compliance para Fintechs: Assessoria Jurídica BACEN e COAFAnálise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence GAFI/FATF e Compliance PLDFT (Prevenção a Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao terrorismo – AML – AntiMoney Laundering), entre em contato pelo e-mail contato@blconsultoriadigital.com.br  ou fale com um Advogado online agora.

BL Consultoria e Advocacia Digital

Escritório jurídico voltado para o mundo conectado que busca auxiliar empresas e startups a desenvolverem seus projetos (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) de forma ética e eficiente com atuação especializada em Direito Digital e Análise Regulatória para novas tecnologias. Estamos localizado em dois endereços: em São Paulo-SP, na Av. Paulista, 575 – conjunto 1903 – Bela Vista, CEP 01311-911 e em Campinas-SP, na Rua Antônio Lapa, 280 – 6o andar, Cambuí. Para mais informações ou consultoria jurídica com nossos advogados, agende uma reunião pelo link ou ligue  +55 11 3090 5979.


Compartilhe!