Falha de segurança expõe dados de funcionários e ex-alunos de centro de ensino

Falha de segurança dados centro de ensino

Após uma falha de segurança nos sistemas da Fundação Getúlio Vargas (FGV), diversos dados de candidatos cadastrados no sistema da instituição ficaram vulneráveis. Além dos candidatos, ex-alunos e funcionários também tiveram seus dados expostos, cujo armazenamento se deu em um banco de dados desprotegido, conforme informou o site Tecnoblog.

A falha foi descoberta por um leitor do site Tecnoblog, identificado como Belgra, o qual conseguiu acessar um banco de dados e um sistema online da FGV. A partir disso, foi possível acessar informações pessoais de vários candidatos. Foram compartilhados, também, links de dados teste, que provavelmente foram cadastrados durante o desenvolvimento do sistema e são fictícios.

Falha de segurança expõe diversos dados

Entre os dados vazados, foram encontrados dados sensíveis, incluindo: RGs (com data de expedição e órgão expedidor), CPF, data de nascimento, cidade e nacionalidade e estado civil. Além desses, foram identificados outros documentos importantes como título de eleitor, alistamento militar e certificado de dispensa ou de reservista.

O endereço, e-mail, telefone, contatos de emergência, dados do pai e da mãe, cadastro de responsável financeiro (presumivelmente para menores de idade) e dados profissionais também foram expostos.

Belgra diz que a falha de segurança existe desde, pelo menos, 2020 e continuou sem correção até a publicação do texto no site Tecnoblog. Além disso, Belgra foi capaz de acessar banco de dados com várias tabelas e informações variadas, incluindo vencimento de boletos, calendários escolares e títulos da livraria. Essa conjunto de informações de candidatos, ex-alunos e funcionários totalizam mais de 800 mil registros do sistema. É importante ressaltar que nem todas as entradas estão completas e algumas são de teste.

A FGV tem, segundo dados de um relatório de 2020, cerca de 5 mil alunos de graduação, 2 mil de mestrado e 400 de doutorado, além de mais de 99 mil em educação continuada.

Posicionamento da Instituição

Em seu site, a FGV destaca a área de proteção de dados, onde garante o cumprimento da Lei Geral de Proteção de Dados e que “está comprometida em proteger e resguardar os direitos dos titulares de dados, assim como em ser um agente propagador da importância dos direitos relativos à privacidade e à proteção de dados pessoais”. A página ainda traz contatos para dúvidas e reclamações e o link para um portal dos direitos dos titulares de dados pessoais.

Referência: Tecnoblog

Infração à LGPD
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Luiz Jovelino
Luiz Jovelino
Graduando em Direito na Universidade Federal de Alagoas, experiência com estudos constitucionais. Atuou como trainee da empresa Júnior Legis. É estagiário na área de Compliance do BL Consultoria Digital.
Luiz Jovelino
Luiz Jovelino
Graduando em Direito na Universidade Federal de Alagoas, experiência com estudos constitucionais. Atuou como trainee da empresa Júnior Legis. É estagiário na área de Compliance do BL Consultoria Digital.

Posts Relacionados

Fale Conosco

Categorias

Assine nossa Newsletter

Confira Mais Conteúdos