Pular para o conteúdo

Trabalhadores de TI conquistam aumento de 25% no vale-refeição: o que muda para as empresas?

Trabalhadores de TI conquistam aumento de 25% no vale-refeição
Trabalhadores de TI conquistam aumento de 25% no vale-refeição

O Sindicato dos Profissionais de Tecnologia da Informação no Estado de São Paulo (Sindpd) e o Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (Seprosp) chegaram a um acordo para a Convenção Coletiva de Trabalho 2024/2025.

O acordo estabelece alguns pontos importantes:

  1. Reajuste Salarial: Um aumento salarial de 4% está previsto para o ano de 2024. Esse aumento visa proporcionar uma correção dos salários acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) após 6 anos.
  2. Vale-Refeição/Vale-Alimentação: Houve um reajuste total de 25% no vale-refeição, com um valor de 28 reais por dia em 2024, representando um aumento real de 13,29% considerando o INPC. Em 2025, o ticket diário será de 30 reais, proporcionando um novo aumento real de 4%, conforme projeções oficiais.
  3. Outras Cláusulas Econômicas: As demais cláusulas econômicas serão reajustadas em 4% para o ano de 2024 e pelo INPC em 2025.
  4. Pisos Salariais: Os pisos salariais terão um reajuste um pouco maior, correspondendo a 4,2%.

Com esse acordo, os trabalhadores da categoria conquistaram um reajuste acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) após 6 anos, proporcionando melhorias salariais e benefícios. Essas negociações são essenciais para garantir condições justas de trabalho e remuneração para os profissionais envolvidos.

Índice

Após a homologação do acordo coletivo para os trabalhadores de Tecnologia da Informação (T.I.), todas as empresas, mesmo sem vínculo sindical, devem seguir as novas regras no pagamento de salários e vale refeição. A Convenção Coletiva é crucial para as empresas, pois é o documento que estabelece e vincula benefícios para todos os empregados de uma categoria específica.

As empresas devem identificar sua atividade principal através da Classificação Nacional de Atividade Econômica (CNAE) e determinar qual sindicato atende à área de atuação e sede. Assim, as empresas, do setor de Tecnologia da Informação, devem identificar qual acordo coletivo é aplicável a elas. No caso do Estado de São Paulo o Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do estado de São Paulo (Sindpd) é o responsável por realizar o acordo coletivo, também é importante informar que cada estado da federação pode ter apenas um sindicato de cada categoria correspondente.

Após a Reforma Trabalhista, a contribuição sindical paga pelo trabalhador tornou-se opcional, mas a contribuição assistencial pode ser cobrada, mesmo de não sindicalizados, de acordo com decisão recente do STF.

Qual é a duração do acordo coletivo e o que acontece após esse período?

O acordo coletivo tem validade de dois anos. Após esse período, se não houver novo acordo, os colaboradores perdem os benefícios até a realização de novo acordo porque é proibida a ultratividade.

Empresas devem ficar atentas às negociações sindicais para se programarem financeiramente quanto aos valores a serem pagos, ajustando orçamentos e planejamento.

Por essa razão, é importante a comunicação transparente com os colaboradores sobre as mudanças oriundas de acordo coletivo. Afinal, a comunicação transparente é fundamental para manter um ambiente de trabalho saudável e informar os colaboradores sobre as mudanças nas condições salariais e benefícios.

Fonte: Sindpd

Time BL Consultoria
Time BL Consultoria
Time BL Consultoria Digital - Direito Digital e Análise Regulatória

Posts Relacionados

Fale Conosco

    Categorias

    Assine nossa Newsletter

    Open chat
    Olá, tudo bem? Como podemos te ajudar?
    Olá! Como podemos ajudar?