Big Techs devem investir bilhões em cibersegurança

cibersegurança

Durante essa semana, vários líderes empresariais do setor de tecnologia e seguros se comprometeram a investir bilhões de dólares para fortalecer os esforços de cibersegurança. O compromisso foi estabelecido em reunião com o presidente norte americano, Joe Biden, realizada no dia 25 de agosto deste ano, na Casa Branca. Entre as empresas que participaram da reunião estão Google, Apple, Amazon, IBM e Microsoft.

O planejamento ocorreu após uma sequência de ataques cibernéticos, incluindo o da empresa de software do governo SolarWinds e o oleoduto Colonial Pipeline, que tornaram urgente as ações em cibersegurança.

Alguns compromissos foram adotados, como trabalhar em direção a novos padrões da indústria para fornecer a outras empresas ferramentas de cibersegurança mais fortes e fornecer treinamento para trabalhadores. Hoje existem cerca de 500.000 empregos na área de segurança cibernética nos Estados Unidos que ainda não foram preenchidos.

Além disso, o presidente norte americano assinou uma ordem executiva exigindo que as agências dos EUA usem autenticação de dois fatores para logins, uma das medidas de prevenção de ataques cibernéticos.

Segundo a Casa Branca, a Apple criará um programa para melhorias na segurança em suas cadeias de suprimentos de tecnologia, que incluirá trabalhar com fornecedores para adotar autenticação multifatorial e treinamento de segurança.

O Google investirá mais de US$10 bilhões em cinco anos para fortalecer a segurança cibernética e se comprometeu a treinar 100.000 americanos em áreas técnicas como suporte de TI e análise de dados por meio de seu programa de certificado de carreira. Ademais, o compromisso financeiro do Google será usado para fortalecer a cadeia de suprimentos de software e a segurança de código aberto, entre outras coisas.

Big Techs devem gastar bilhões em cibersegurança após reunião com presidente americano

Já a Microsoft se comprometeu a investir US$20 bilhões em cinco anos para fornecer ferramentas de segurança mais avançadas, além de investir US$150 milhões para ajudar as agências governamentais a atualizar seus sistemas de segurança e expandir as parcerias de treinamento em segurança cibernética.

A IBM treinará mais de 150.000 pessoas em habilidades de segurança cibernética em três anos, ao mesmo tempo em que fará parceria com faculdades e universidades historicamente negras para ajudar a diversificar a força de trabalho. A empresa também anunciou uma nova solução de armazenamento de dados para empresas de infraestrutura crítica e disse que está trabalhando para criar métodos de criptografia seguros para computação quântica.

A Amazon, através da Amazon Web Services, empresa de computação em nuvem da Amazon, está planejando fornecer, aos titulares de contas, dispositivos de autenticação multifator gratuitos. A empresa também está planejando oferecer “treinamento de Conscientização de Segurança” para organizações e indivíduos.

Referência: CNBC

Infração à LGPD
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Luiz Jovelino
Luiz Jovelino
Graduando em Direito na Universidade Federal de Alagoas, experiência com estudos constitucionais. Atuou como trainee da empresa Júnior Legis. É estagiário na área de Compliance do BL Consultoria Digital.
Luiz Jovelino
Luiz Jovelino
Graduando em Direito na Universidade Federal de Alagoas, experiência com estudos constitucionais. Atuou como trainee da empresa Júnior Legis. É estagiário na área de Compliance do BL Consultoria Digital.

Posts Relacionados

Fale Conosco

Categorias

Assine nossa Newsletter

Confira Mais Conteúdos