Open Banking na Austrália: Novidade é bem recebida por grandes bancos

Compartilhe!

Os quatro grandes bancos australianos – ANZ, NAB, Westpac e Commonwealth Bank – deram o primeiro passo em direção ao open banking na Austrália. Os clientes de varejo que fazem transações bancárias com um dos quatro bancos australianos podem dar permissão para que seus dados sejam aproveitados por empresas terceiras aprovadas para tal. Os dados referem-se a cartões de crédito e débito, bem como contas de depósito e transações.

open banking na australia advogado fintech
Open banking na Australia: Novidade é bem recebida por grandes bancos

Open Banking na Australia

O órgão que fiscaliza e controla a concorrência entre as empresas da Austrália finalizou as regras que regem os regulamentos de Direito de Dados do Consumidor em fevereiro de 2020. As regras exigiam legalmente que os quatro principais bancos do país compartilhassem dados de referência de produtos com destinatários credenciados a partir de 1 de julho de 2020.

As regras, inicialmente planejadas para entrar em vigor em fevereiro, foram adiados para julho de 2020 devido a preocupações com os testes e a segurança das novas disposições para compartilhamento de dados das contas. A partir de 1 de novembro de 2020, os dados do consumidor relacionados a hipotecas e empréstimos pessoais devem ser compartilhados pelos quatro grandes bancos australianos.

Potencial de adoção digital é alto com o Open Banking na Australia

Somados, os quatro bancos têm cerca de 43,87 milhões de clientes de varejo. No entanto, é provável que haja um número menor de clientes usando os novos canais digitais. Nos últimos anos, esses bancos tentaram aumentar o uso de contas digitais. É provável que o advento do open banking na Austrália ajude a aumentar dos números referentes ao número total de clientes do varejo que usam canais digitais.

Bancos na Austrália: Investimento na transformação digital

Os bancos estão investindo em novas tecnologias para impulsionar ainda mais a adoção digital. Em 2018, os projetos relacionados à tecnologia custaram à Westpac US $ 800 milhões, gerando uma economia de US $ 304 milhões. A NAB adotou uma estratégia de nuvem em primeiro lugar e trabalha em parceria com a Microsoft utilizando sua plataforma Azure. A NAB também fez com que seus 40.000 funcionários desenvolvessem suas habilidades digitais durante o lockdown, na pandemia do CoronaVirus. 

É esperado que o com o Open Banking, mais clientes de varejo adotem às soluções digitais dos bancos.

Sobre o Open Banking no Brasil – Circular BACEN 4015/2020 e a Resolução conjunta CMN 01/2020

O Banco Central do Brasil (BCB) e o Conselho Monetário Nacional (CMN) publicaram em maio de 2020 a Resolução conjunta Circular BACEN 4015/2020 e a CMN 01/2020 que dispõem sobre a Regulamentação do Open Banking no Brasil. A Circular BACEN 4015/2020 dispõe sobre o escopo de dados e serviços para Open Banking em território nacional, e a Resolução conjunta 01/2020 da CMN dispõe sobre o processo de implementação no Brasil. Veja mais sobre a Regulamentação do Open Banking no Brasil no site da BL Consultoria e Advocacia Digital.

Traduzido e adatptado pelo Time BL Consultoria e Advocacia Digital.

Fonte: fintechfutures.com

Para Assessoria Jurídica BACEN, Análise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence e Compliance AML PLDFT, contate nossos Advogados para Fintech

Para mais informações ou se tiver dúvidas sobre Aspectos Regulatórios e Compliance para Fintechs: Assessoria Jurídica BACEN e COAFAnálise Regulatória CVM, Análise de Risco KYC/KYE, Due Diligence GAFI/FATF e Compliance PLDFT (Prevenção a Lavagem de Dinheiro e Financiamento ao terrorismo – AML – AntiMoney Laundering), entre em contato pelo e-mail contato@blconsultoriadigital.com.br  ou fale com um Advogado online agora.

Conheça nossos serviços em Compliance PLDFT – Prevenção à Lavagem de dinheiro e Financiamento ao Terrorismo:

  • Elaboração e Revisão de Política de Prevenção à Lavagem de dinheiro e Financiamento ao Terrorismo
  • Análise Regulatória Setorial (Mapeamento da regulação setorial)
  • Elaboração e Revisão de Políticas KYC (Know Your Custumer), KYE (Know Your Employee) e KYP (Know Your Partner)
  • Avaliação e Análise de Riscos de negócios (fintechs, bitcoin, blockchain, cripto tokens)
  • Elaboração e Revisão de Manual de Procedimentos de Controles Internos para Prevenção à Lavagem de  dinheiro e Financiamento ao Terrorismo (PLDFT)
  • Consultoria jurídica para definição de Indicares de Risco (KPIs) e Governança Corporativa
  • Assessoria Jurídica para Registro de Atividade Financeira Bacen
  • Elaboração e Revisão de Manual de Ética e Conduta

BL Consultoria e Advocacia Digital

Escritório jurídico voltado para o mundo conectado que busca auxiliar empresas e startups a desenvolverem seus projetos (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) de forma ética e eficiente com atuação especializada em Direito Digital e Análise Regulatória para novas tecnologias. Estamos localizado em dois endereços: em São Paulo-SP, na Av. Paulista, 575 – conjunto 1903 – Bela Vista, CEP 01311-911 e em Campinas-SP, na Rua Antônio Lapa, 280 – 6o andar, Cambuí. Para mais informações ou consultoria jurídica com nossos advogados, agende uma reunião pelo link ou ligue  +55 11 3090 5979.


Compartilhe!
Marcações: